Capa - KTF Sports volta ao pódio da Stock Car com Gui Salas

KTF Sports volta ao pódio da Stock Car com Gui Salas

20 mai 2021

Terminou neste domingo (16) a segunda rodada da Stock Car Pro Series. A principal competição do automobilismo brasileiro reuniu em seu principal cenário – o autódromo de Interlagos – os 32 competidores da temporada em busca do sucesso nas duas corridas que estavam por vir. A programação, com atividades de pista apenas no sábado e domingo, foi bastante intensa e fez com que pilotos e equipes trabalhassem bastante desde as primeiras horas do sábado.

Com um verdadeiro esquadrão formado pelos pilotos Gaetano Di Mauro #11, Guilherme Salas #85, Lucas Foresti #12 e Pedro Cardoso #43 a equipe KTF Sports chegou à esta etapa preparada para levar à pista o que de mais moderno desenvolveu em sua sede nas duas semanas que separaram a etapa de Goiânia desta corrida de São Paulo. Sem contar que, neste meio tempo, algumas novidades agitaram bastante o KTF Racing center. Pedro Cardoso levou para Interlagos um novo layout em alusão ao novo cartão de Crédito BRB Stock Car Black e, Gaetano Di Mauro apresentou seu novo carro para o restante da temporada estampando as cores verde e preta do patrocinador Creditas Auto.

Desde o shakedown, na manhã de sábado, passando pelos dois treinos livres os carros da KTF se mostraram bastante velozes. No primeiro treino três carros estiveram no Top12 e, no segundo treino, novamente três carros entre os mais rápidos, desta vez no Top8. Animados os pilotos seguiram para a classificação, porém, numa brusca mudança de condições climáticas o acerto que era ideal para a pista nos treinos acabou se mostrando ineficiente para os treinos. Assim, os quatro carros da equipe acabaram muito prejudicados no qualify. A melhor posição de largada foi conquistada por Pedro Cardoso com o 16º lugar. Lucas Foresti ficou apenas com o 25º posto, Gaetano o 26º e Guilherme Salas, com problemas ainda no câmbio, ficou somente na 30ª posição.

No domingo, com todos os problemas solucionados e tudo pronto, os pilotos seguiram para as duas corridas com estratégias diferentes. Cardoso, que era o que mais para frente largava dos quatro. Partiu para a ação já na primeira corrida. Com um carro muito veloz o jovem brasiliense mostrou todo o seu arrojo e determinação para ganhar nada menos que oito posições e receber a bandeirada na oitava posição da prova garantindo com isso 13 pontos para o Campeonato e a chance de largar na terceira posição para a corrida dois.  Com estratégias que visavam competitividade extrema na corrida dois os outros três pilotos da KTF apenas se mantiveram na pista durante a primeira corrida, fizeram longos pit-stops, trocaram os quatro pneus, encheram os tanques de seus carros e se prepararam como poucos para a segunda corrida.

Seguindo o novo protocolo da categoria ao final da primeira prova o grid foi reagrupado com os veículos ainda em movimento e a corrida foi reiniciada em altíssima velocidade. Cardoso, em bela largada, manteve-se no primeiro pelotão e, na segunda volta já passava na reta dos boxes em segundo. Porém, com os pneus mais desgastados e algum tipo de problema nos freios, o carro #43 passou a travar as rodas dianteiras e, duas voltas depois, o pneu dianteiro direito estourou fazendo com que Pedro abandonasse a corrida. Nesta mesma volta, em disputa no pelotão intermediário, o carro #12 de Lucas Foresti tomou um toque de um dos adversários e, também, se retirou das disputas com o carro quebrado.

Ficaram na corrida Salas e Gaetano que, após terem largado das posições 26 e 27, faziam boas corridas de recuperação. Com desempenho muito parecido na pista os dois carros da KTF impressionavam no traçado de Interlagos e, após a rodada de pit-stops, apareceram na primeira posição (Salas) e quinto (Gaetano). A esta altura faltavam oito voltas para o fim da corrida e as estratégias estavam todas colocadas na pista. Todo mundo dando o máximo de seus carros e, cada piloto, com estratégia diferente na utilização dos botões de push-to-pass. Para se manter na segunda posição Salas utilizou o botão para se defender na ante-penúltima volta assim como Daniel Serra, que vinha logo atrás dele. Com isso, Gaetano, que vinha em quarto, usou seu último push na penúltima volta e, contornou a Curva do Café com 100 cavalos a mais de potência que seus adversários. Ao ver um espaço entre os dois à sua frente não teve dúvidas e se lançou para a ultrapassagem dupla, mas, os adversários acabaram fechando um pouco a trajetória e, com isso, o choque entre eles foi inevitável. O carro de Gaetano bateu na traseira dos dois concorrentes e decolou a uma altura de mais de dois metros e, descer foi projetado direto para um forte batida no muro da reta principal de Interlagos. Graças à segurança dos carros da Stock e ao rápido atendimento da equipe médica o piloto nada sofreu. Antônio Felix da Costa venceu a corrida com Daniel Serra em Segundo e Guilherme Salas, no terceiro lugar.

“Foi um fim de semana de fortes emoções. Tivemos quatro carros bem rápidos, porém, perdemos a oportunidade de colocá-los para largarem no Top10. Com isso, tivemos de quebrar a cabeça e entre engenheiros e pilotos definirmos as melhores estratégias para buscar o maior número de pontos pensando nas duas corridas. O Cardoso fez uma linda corrida na primeira prova, os demais pilotos fizeram o que tinha de ser feito também. Na segunda prova, infelizmente o Pedro e o Lucas tiveram problemas. O Salas e o Gae estavam voando. Realmente uma pena o que aconteceu. Certamente um aprendizado que iremos levar como equipe para toda a nossa história e graças a Deus está tudo bem com o Gae. Salas merece toda a nossa homenagem pelo grande trabalho que concretizou largando da 26ª posição para cruzar a linha de chegada em um comemorado terceiro lugar”, analisou Enzo Bortoleto – CEO da KTF Sports.