Capa - Pilotos "reais" suam a camisa pra valer na E-Stock

Pilotos "reais" suam a camisa pra valer na E-Stock

23 jun 2022

Categoria destinada aos pilotos do automobilismo real, com muitos nomes consagrados, a Pro Series estreou na E-Stock na noite da última quarta-feira (22 de junho). E, definitivamente, foi uma noite iluminada para Felipe Baptista, 19 anos, o mais jovem piloto no grid da Stock Car real. O paulista, que no campeonato virtual representa a ORT E-Sports, foi o grande nome da etapa de Spa-Francorchamps ao vencer as duas corridas do cronograma.

Baptista teve como grande adversário Arthur Leist, da virtual Kanaan Racing. Segundo colocado na temporada real da Stock Series, o gaúcho de 21 anos travou com o vencedor vários duelos intensos e terminou em segundo nas duas provas, muito perto de Felipe. Na Corrida 2 a diferença na chegada foi inferior a dois décimos de segundo.

A disputa de Leist com Felipe Baptista começou na classificação. Na sessão que definiu o grid de largada da Corrida 1, o piloto da Stock Series real levou a melhor e marcou 2min25s548, garantindo a pole-position com 0s257 de vantagem sobre Felipe. Nas duas provas, contudo, o dono do Chevrolet Cruze #121 terminou na frente e com a vitória.

Corrida 1: briga até o final — Leist (Toyota Corolla da Kanaan Racing) manteve a ponta na largada, enquanto Vitor Genz (Corolla da Galo’s Racing) abriu a prova em terceiro, deu o pulo do gato e passou Felipe Baptista (Chevrolet Cruze da ORT E-Sports) antes de percorrer a curva Eau Rouge. Baptista recuperou o segundo lugar ainda na primeira volta e iniciou a pressão em cima de Leist.

Pouco a pouco, o trio formado por Leist, Felipe Baptista e Vitor Genz começou a se desgarrar dos demais. O pelotão formado por Pedro Cardoso (Cruze da Crown Racing II), Gustavo Frigotto (Cruze da RKL by AC7 E-Racing), Fabio do Carmo (Corolla da Texaco Racing by TK) e Gustavo Foizer (Corolla da Alliance Simracing) lutava pelo quarto lugar. Em meio à disputa, Frigotto se chocou com Cardoso na Source e ficou para trás.

Nas voltas seguintes, a luta pela vitória ficou restrita a Leist e Baptista, com Genz correndo sozinho, em terceiro. Os dois líderes entraram juntos no box para cumprir o pit-stop obrigatório. No retorno à pista, Felipe acionou o push-to-pass e fez a ultrapassagem que lhe deu a dianteira. Baptista suportou a pressão imposta por Leist e faturou a vitória na Corrida 1. Vitor Genz completou o pódio. Diego Freitas foi o quarto, seguido por Gustavo Foizer, Fabio do Carmo, Lucas Kohl, Alberto Catucci, Ronaldo Freitas e Gustavo Frigotto completando o top-10.

Corrida 2: chegada emocionante — Pela regra do grid invertido, Frigotto largou na frente e manteve a ponta no começo da corrida, seguido por Ronaldo Freitas, Alberto Catucci, Lucas Kohl e Fabio do Carmo, enquanto Felipe Baptista partiu do décimo lugar.

Baptista e Leist partiram para cima dos primeiros colocados e começaram a diminuir vantagem para os ponteiros Frigotto, Do Carmo e Alberto Catucci. Uma volta antes da parada obrigatória, Fábio do Carmo passou Frigotto e assumiu a liderança da corrida. Logo depois do pit-stop, Gustavo ficou com o acelerador travado e rodou na saída do pit-lane, perdendo qualquer chance de brigar pela vitória.

A luta pela ponta então ficou entre Fábio do Carmo e Felipe Baptista, com Arthur Leist se aproximando aos poucos da dupla. Quando restavam seis minutos para o fim da prova, Baptista passou Do Carmo e conquistou o primeiro lugar. Mas a luta pela vitória não estava definida.

Arthur Leist estava disposto a reverter a perda da Corrida 1 e batalhou até o fim para conseguir passar Baptista. Mas Felipe estava em seus melhores dias e, na raça, acelerou para ultrapassar Arthur na Reta Kemmel na última volta. Os dois seguiram muito próximos até os metros finais. Felipe Baptista confirmou a vitória por apenas 0s168 de diferença. Fábio do Carmo completou o pódio, em terceiro, seguido por Gustavo Foizer e Tony Kanaan (Corolla da Texaco Racing by TK). Diego Freitas, Alberto Catucci, Lucas Kohl, Thiago Vivacqua e Ronaldo Freitas fecharam a lista dos dez primeiros.

Treinos com a “equipe real” — “Foi uma etapa muito boa para mim. Foquei bastante e consegui treinar muito, junto com o pessoal da KTF do [automobilismo] real”, disse Felipe Baptista, referindo-se ao seu time no campeonato real da Stock Car. “Então, nos preparamos bem. Cometemos um errinho na classificação, mas mesmo assim seria bem difícil chegar na volta do Arthur. Mas, na corrida, consegui fazer uma estratégia de push muito boa e levei a primeira vitória para casa. Na segunda prova, escalei bem rápido o pelotão e tive um push guardado para a última volta, o que fez a diferença. As disputas com o Arthur são sempre muito divertidas e muito duras, muito ousadas”, ressaltou.

Destaque na Stock Series e com a meta de chegar à Pro em 2023, Leist aprovou seu início de temporada e também ressaltou os grandes embates que travou com Felipe Baptista. “Não tinha andado muito com o carro até essa primeira etapa, então tirei alguns dias para me desenvolver. Consegui me adaptar bem, fiz uma volta boa na classificação, fiquei feliz. Nas corridas, acho que faltou um pouco de estratégia. Tinha velocidade, mas o Felipe mandou melhor na estratégia, principalmente na Corrida 1, quando ele usou o push na saída do pit e me pegou de surpresa. Foi uma vitória merecida para ele. E na segunda corrida consegui escalar bem, fiquei preso atrás de alguns carros, mas era bem rápido no final. Novamente, foi uma disputa muito legal com o Felipe”, comentou.

A E-Stock volta a acelerar na próxima segunda-feira, 27 de junho, às 21h (de Brasília), com a estreia da Virtual Am, destinada aos pilotos amadores do automobilismo virtual, na pista em Spa-Francorchamps. Já a Pro Series vai abrir, também na semana que vem, a etapa de Ímola, com duas corridas na quarta-feira, 29 de junho, também às 21h.

E-Stock Pro Series, Spa-Francorchamps, Corrida 1:

1º - Felipe Baptista (Chevrolet Cruze), ORT E-Sports, 13 voltas

2º - Arthur Leist (Toyota Corolla), Kanaan Racing, +0s984

3º - Vitor Genz (Toyota Corolla), Galo’s Racing, +13s578

4º - Diego Freitas (Toyota Corolla), Alliance Simracing, +16s958

5º - Gustavo Foizer (Toyota Corolla), Alliance Simracing, +23s089

6º -Fábio do Carmo (Toyota Corolla), Texaco Racing by TK, +25s679

7º - Lucas Kohl (Toyota Corolla), Texaco Racing by TK, +35s222

8º - Alberto Catucci (Toyota Corolla), Leduk Esports, +36s824

9º - Ronaldo Freitas (Toyota Corolla), Sub Racing, +40s770

10º - Gustavo Frigotto (Chevrolet Cruze), RKL by AC7 E-Racing, +41s989

11º - Gaetano Di Mauro (Chevrolet Cruze), KTF E-Sports, +56s510

12º - Leo Torres (Chevrolet Cruze), GTSR E-Sports, +1min11s664

13º - Tony Kanaan (Toyota Corolla), Texaco Racing by TK, +1min13s992

14º - Thiago Vivacqua (Chevrolet Cruze), RKL by AC7 E-Racing, +1min30s731

15º - Pedro Cardoso (Chevrolet Cruze), Crown Racing II, +1 volta

16º - Bruno Testa (Toyota Corolla), Leduk Esports, +1 volta

17º - Bia Figueiredo (Chevrolet Cruze), Gisa Wheels Racing, +2 voltas

18º - Enzo Elias (Chevrolet Cruze), Leduk Esports, +3 voltas

19º - Lucas Foresti (Chevrolet Cruze), BRB E-Sports, +4 voltas

20º - Beto Monteiro (Toyota Corolla), Scuderia, +6 voltas

21º - Alexandre Cunha (Toyota Corolla), RKL by AC7 E-Racing, +7 voltas

22º - Eduardo Santos (Toyota Corolla), RKL by AC7 E-Racing, +8 voltas

23º - Julio Campos (Chevrolet Cruze), Lubrax Podium Stock Car Team, +11 voltas

24º - Arthur Scherer (Toyota Corolla), Braclean Racing Team, +11 voltas

25º - Guilherme Salas (Chevrolet Cruze), KTF E-Sports, +12 voltas

E-Stock Pro Series, Spa-Francorchamps, Corrida 2:

1º - Felipe Baptista (Chevrolet Cruze), ORT E-Sports, 13 voltas

2º - Arthur Leist (Toyota Corolla), Kanaan Racing, +0s168

3º - Fábio do Carmo (Toyota Corolla), Texaco Racing by TK, +3s637

4º - Gustavo Foizer (Toyota Corolla), Alliance Simracing, +9s973

5º - Tony Kanaan (Toyota Corolla), Texaco Racing by TK, +10s643

6º - Diego Freitas (Toyota Corolla), Alliance Simracing, +11s503

7º - Alberto Cattucci (Toyota Corolla), Leduk Esports, +12s713

8º - Lucas Kohl (Toyota Corolla), Texaco Racing by TK, +17s231

9º - Thiago Vivacqua (Chevrolet Cruze), RKL by AC7 E-Racing, +20s525

10º - Ronaldo Freitas (Toyota Corolla), Sub Racing, +22s636

11º - Julio Campos (Chevrolet Cruze), Lubrax Podium Stock Car Team, +31s060

12º - Arthur Scherer (Toyota Corolla), Braclean Racing Team, +32s814

13º - Eduardo Santos (Toyota Corolla), RKL by AC7 E-Racing, +33s861

14º - Gustavo Frigotto (Chevrolet Cruze), RKL by AC7 E-Racing, +44s350

15º - Bia Figueiredo (Chevrolet Cruze), Gisa Wheels Racing, +1 volta

16º - Lucas Foresti (Chevrolet Cruze), BRB E-Sports, +5 voltas

17º - Vitor Genz (Toyota Corolla), Galo’s Racing, +6 voltas

18º - Beto Monteiro (Toyota Corolla), Scuderia, +6 voltas

19º - Guilherme Salas (Chevrolet Cruze), KTF E-Sports, +8 voltas

20º - Enzo Elias (Chevrolet Cruze), Leduk Esports, +9 voltas

Classificação do campeonato da Pro Series após 2 corridas:

1º - Felipe Baptista, 80 pontos

2º - Arthur Leist, 65

3º - Fábio do Carmo, 52

4º - Gustavo Foizer, 51

5º - Diego Freitas, 49

6º - Alberto Cattucci, 39

7º - Lucas Kohl, 39

8º - Tony Kanaan, 37

9º - Vitor Genz, 36

10º - Ronaldo Freitas, 33

11º - Thiago Vivacqua, 29

12º - Gustavo Frigotto, 28

13º - Gaetano Di Mauro, 20

14º - Bia Figueiredo, 20

15º - Leo Torres, 19

16º - Julio Campos, 18

17º - Eduardo Santos, 17

18º - Arthur Scherer, 16

19º - Pedro Cardoso, 16

20º - Bruno Testa, 15

21º - Enzo Elias, 13

22º - Lucas Foresti, 12

23º - Beto Monteiro, 11

24º - Alexandre Cunha, 10

25º - Guilherme Salas, 6

Tags

e-stock