Capa - “Vencer e ser campeão em Interlagos é grandioso”, define Gustavo Magnabosco

“Vencer e ser campeão em Interlagos é grandioso”, define Gustavo Magnabosco

8 mar 2022

Exatamente um mês antes de completar 30 anos, Gustavo Magnabosco alcançou a maior conquista da sua carreira como piloto. Apaixonado por carros de tração dianteira e dono de inúmeros títulos regionais, como o hexacampeonato paranaense de marcas, o catarinense de Catanduvas coroou uma campanha notável para se tornar campeão da temporada 2021 do Turismo Nacional na categoria Super. A taça foi garantida em grande estilo, com vitória em 13 de fevereiro no templo do automobilismo brasileiro: o Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

Magnabosco alcançou o título com uma corrida de antecipação. O triunfo na corrida 3 da etapa decisiva do campeonato, mesmo com 50 kg de lastro a bordo do seu Volkswagen Gol #63, foi o bastante para assegurar o título marcado sobretudo pela constância. Gustavo venceu três provas (duas em Interlagos e uma em Santa Cruz do Sul) e pontuou em todas as 24 corridas para somar 518 pontos, já considerados os descartes, contra 420 do vice-campeão, Juninho Berlanda.

Em que pese toda a competência por se destacar em meio a um grid tão competitivo, Magnabosco não traz apenas para si os méritos da conquista e os divide com a equipe de Sérgio Ferrari.

*Glória compartilhada* — “O maior destaque, para mim, foram as pessoas: todo mundo engajado e com a mesma vontade de vencer. Isso, sim, foi o que fez a diferença para a gente conquistar o campeonato”, diz o campeão, ainda impressionado com o feito obtido em São Paulo.

“Chegamos a Interlagos, em etapa de pontuação dobrada e levando 50 kg de lastro, que interfere demais no desempenho de um carro 1.6. Mas conseguimos um feito notável para chegar a essa conquista. Vencer em Interlagos é maravilhoso. Agora, vencer em Interlagos e conquistar um título brasileiro de Turismo Nacional é algo grandioso”, define.

*Turismo Nacional em rota ascendente* — Habitué das competições de marcas e pilotos ao redor do Brasil, Magnabosco destacou o momento da categoria, que desde 2021 faz parte do rol de competições da Vicar, empresa promotora e organizadora da Stock Car, Stock Series e também da BRB F4 Brasil.

“Tenho muitos títulos regionais, mas este é o meu primeiro de alcance nacional. Os regionais sempre foram muito fortes. Contudo, ter o Turismo Nacional fortalecido é algo que a categoria merecia muito e nós todos precisávamos”, comenta.

Para a próxima temporada do TN, Gustavo Magnabosco tem como meta repetir os feitos do último campeonato. “Os planos para 2022 são defender o título. A equipe está trabalhando no carro, no desenvolvimento. Vamos com tudo para defender esse título, com muita humildade e respeito ao próximo, mas sempre buscando ir além”.